Percepção dos Gestores Sobre a Gestão Ambiental: Estudo em Um Porto Público

C.G. Quintana, P.M. Olea, P.R. Abdallah, A.C. Quintana
  • Revista de Administração da Unimep, December 2016, Instituto Educacional Piracicabano da Igreja Metodista
  • DOI: 10.15600/1679-5350/rau.v14n3p54-79

Percepção dos Gestores Sobre a Gestão Ambiental: Estudo em Um Porto Público

What is it about?

Os serviços portuários são elementos essenciais para a economia de um país, em que a atividade portuária precisa passar por um procedimento de habilitação ambiental, onde podem ser verificados danos ambientais, que precisam de uma análise de relevância e, dependendo da importância, a geração de um estudo de impacto ambiental. Neste sentido, a atenção com a gestão ambiental, que caracteriza-se por um processo contínuo e adaptativo, torna-se fundamental. Os gestores necessitam estar atentos as questões ambientais, no momento da tomada de decisões. Desta forma, o objetivo do estudo é verificar a percepção dos gestores sobre as ações que caracterizam a gestão ambiental do Porto do Rio Grande, relacionadas com os requisitos de avaliação da gestão ambiental, proposto pela ANTAQ. Os principais tópicos abordados no referencial teórico foram gestão ambiental portuária e licenciamento ambiental. Sob o aspecto metodológico, realizou-se um estudo de caso, com uso de um questionário, que foi aplicado a 30 gestores, que compreendem os 13 setores do porto. As respostas das 15 primeiras perguntas, referentes à caracterização da gestão ambiental do Porto do Rio Grande, com base na percepção dos gestores, foram obtidas por meio da técnica da escala likert, geradas no Software Sphinx Léxica 4.5, e também foram realizadas 7 questões abertas com a finalidade de complementar a percepção dos gestores sobre a gestão ambiental, no sentido de procurar identificar as práticas ou ações que contribuam para a sustentabilidade ambiental. Os resultados indicam que 93% dos entrevistados compreendem que o seu setor é relevante para o programa de educação ambiental e 87% dos gestores do porto entendem a sua participação no processo de redução dos passivos ambientais gerados pelo porto, além disso, 73% das respostas foram positivas em relação a capacidade do programa de monitoramento em alcançar os seus objetivos e metas. No Porto do Rio Grande a maioria dos gestores teve posição favorável a existência do Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS), sendo que 26 entrevistados posicionaram-se de forma favorável e apenas 4 entrevistados posicionaram-se de forma contrária. Concluindo que na percepção dos entrevistados, existem várias iniciativas que estão ocorrendo em função do comprometimento e da consciência que cada gestor ou colaborador tem com as suas atividades portuárias e com o meio ambiente, onde destaca-se: cuidado com os resíduos, desde a geração, segregação e destinação final; ações praticadas pela equipe do projeto de educação ambiental do porto; e a atuação da área de Meio Ambiente do porto.

Read Publication

http://dx.doi.org/10.15600/1679-5350/rau.v14n3p54-79

The following have contributed to this page: Dr Pelayo Munhoz Olea