What is it about?

Com o objetivo de contribuir para as discussões acerca do uso conjunto de métodos qualitativos e quantitativos na pesquisa em Administração, este artigo apresenta uma análise bibliométrica dos estudos publicados na Revista de Administração de Empresas da Fundação Getúlio Vargas (RAE), na Revista de Administração Contemporânea (RAC) e na Revista de Administração da Universidade de São Paulo (RAUSP), no período de 2010 a 2014, dimensionando a frequência de uso de abordagens mistas como metodologia de pesquisa e como tal prática está caracterizada em estudos publicados nesse campo no Brasil. Os resultados indicam ser o índice de uso de abordagens mistas ainda pequeno em relação ao uso isolado de métodos qualitativos e quantitativos, denotando uma visão dicotômica envolvendo os paradigmas positivista e interpretativista na prática de pesquisa na disciplina. Conclui-se com a sugestão de novas investigações como, por exemplo, identificar entre os próprios pesquisadores as razões pelas quais utilizam ou não abordagens mistas e as dificuldades implicadas, visando à continuidade do debate sobre os métodos de pesquisa empregados na ciência da Administração.

Featured Image

Read the Original

This page is a summary of: ABORDAGENS MISTAS NA PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO: UMA ANÁLISE BIBLIOMÉTRICA DO USO DE MULTIMÉTODOS NO BRASIL, Administração Ensino e Pesquisa, March 2015, ANGRAD, DOI: 10.13058/raep.2015.v16n1.199.
You can read the full text:

Read

Contributors

The following have contributed to this page